#hoje 

São 08h30 da  manhã círculo pela rua em passo apertado para tentar fugir do frio, mentalmente desejo encontrar um café onde possa levantar uma bebida quente para levar, quando dou de caras com dois corajosos numa esplanada de café a beber imperial.. Volto a repetir.. São 8h30,da manhã 

#confesso 

Confesso…que não sei como me vestir no inverno!

Olho para o armário e para o que lá habita  e vejo me no dilema de tentar ser fashion mas passar um frio dos diabos (tremer queima calorias , certo?) ou desisto, metendo de lado qualquer hipótese de me assemelhar a uma senhora bem vestida, e rendo me ao conforto e calor da roupa desportiva e polar .

a5162c52100a72c62107bebc44533251-fun-meme-funny-comics
Dá para passarmos esta fase de inverno rápido ?

Maratonas há muitas.. 

Há as de atletismo,

Há as de ciclismo, 

Há as de futebol, 

Mas neste momento a minha preferida é 
Maratona de séries!! 😄 Dêem um edredão e um balde de pipocas e serei uma rapariga feliz, voltarei a pensar em qualquer uma das outras no fim do ano.

E de repente toda a gente fala sobre cocó 

Obviamente que estou a exagerar.. São muitos os que falam “cocó”, mas pouco frequente aqueles que falam literalmente sobre o assunto, principalmente quando aqueles a quem me refiro  pertencem à espécie feminina.

Aparentemente foi lançado em Portugal um produto que promete ser fantástico, e que certamente por motivos  de marketing está a fazer várias princesas da blogosfera abordarem o assunto do número 2 de forma bastante aberta.. Confesso que achei piada ao primeiro post que li sobre o assunto, mas ver varios posts  a abordar a mesma questão num curto espaço de tempo torna se um pouco enjoativo.

Ainda se alguém explicasse como é que se fazem malas Chanel..

 

Fiz 42km, mas não sinto que tenha feito uma maratona

Faz hoje uma semana .

Acordei ainda nem 5horas eram, sem grande entusiasmo. No caminho para Cascais cruzamos nos com com os jovens que estava a terminar a noite, o que me fez sentir por momentos um pouco de inveja.

Já em cascais, enquanto aguardávamos pela chegada de uma amiga, fomos abordados por um senhor, que aparentando ter tido uma noite carregada de alcool -pareceu me mais lúcido que nós- tendo-se deparando-se com uma multidão de pessoas vestidas com tshirts calções e ténis, nos questionou qual o motivo pelo qual nós fazíamos isso, pois ele nao conseguia perceber.

Realmente, o que é que leva uma pessoa normal a acordar de madrugada para apanhar comboio para cascais, para dai ir a correr ate ao guincho e voltar depois para trás em direcção ao terreiro do paço?!

Sem que tivéssemos esclarecido devidamente o Sr. seguimos caminho para a partida.

20171015_0734012097995898.jpg

8h ,é dado o tiro de partida e inicia-se a viagem.

Corri, corri, tentei aguentar, caminhei, voltei a correr, ganhei pica, perdi a pica, voltei a caminhar, depois do Estoril fiquei sozinha, arranjei forma de me distrair, liguei os phones, tirei fotos, tirei selfies, fui ultrapassada por um casal que levava um carrinho de bebé, voltei a correr, em Caxias ultrapassei 3 quenianos , incentivei uma pessoa a continuar, voltei a caminhar, fui incentivada a correr ,senti vergonha, voltei a correr, fiz telefonemas , desesperei com o calor, senti dores,  percebi que doía menos se corresse, cansei me de correr, aos 40km em santos tive abastecimento de cerveja que me soube pela vida, fiz os últimos 900 metros a correr ate á meta, cheguei antes das 6h (tempo máximo dado pela organização), tirei a foto da chegada, beijei o meu namorado,  mas já não tive direito a banana da madeira, nem ao gelado da olá. Tirei mais umas fotos, fui para casa, tomei banho, almocei e fui trabalhar .

Deveria ter me sido orgulhosa, radiante de felicidade apesar de todas as dores, sei que 42km nao é para todas à gente, mesmo intercalando com caminhada, mas o que sinto é um vazio, a falta de algo, e foi este o motivo pelo qual há duas semanas atrás pensei em adiar esta distancia, sabia que no estado em que estava, sem ter treinado devidamente, conseguia concluir a distancia mas não iria fazer a prova que gostaria de ter feito, e sentir o entusiasmo que devia ter sentido. E foi o que realmente aconteceu.