O sol quando nasce é para todos 

Gosto de chegar à praia cedo, escolher o meu canto tranquilo, desfrutar da tranquilidade, é o meu momento . Momento esse que dura cerca de 10min até que de 5 em 5min aparece alguém para compor o areal, com vontade de fazer ouvir as suas conversas, esquecendo se dos limites que se deve deixar das toalhas alheias. Começa o desfile de areia e pingas de água. 

Anúncios

Porque é que o sol nunca brilha quando eu vou de férias?!

“Tento, Juro que tento imaginar bom tempo, passo protector solar e estendo o corpo…”
Para comer!

 

Quem me manda a mim tirar férias em Abril, mês de águas mil, num ano que faz questão de cumprir com o ditado.
O passeio de férias tornou se gastronómico, e do Porto, em vez de “uma corzinha de verão “, voltei com 3kg a mais. 1kg por cada deliciosa francesinha consumida. 😀

O dia em que somos vencidos

A vontade que não é muita (para não dizer nenhuma),
A falta de companhia que não ajuda.
O aparecimento da assombração das dores…
Vão levando a melhor, e começa a desaparecer aquela força de vontade que me faz ter forças para ir correr depois de 12h de trabalho,aquela que me faz acordar de madrugada ainda antes de o sol nascer, aquela que me faz sair à rua quando está muito vento ou a chover, ou mesmo quando está muito calor.

E o treino que era suposto se de 6.5km ficou-se pelos 3km +1km de caminhada.

E começam a aparecer as duvidas.
Vejo me a ter a crise “corrida Montepio” com a  diferença que desta vez ando a  treinar. Apesar de ter tido uma semana de treinos reduzidos onde não cumpri o plano, não me devia sentir tão em baixo de forma, mas é como me sinto, não me sinto preparada para fazer 10km seguidos quanto mais os 21km para os quais ando a treinar.

E que comecem as festas de lisboa

Foram oficialmente iniciadas as festas de Lisboa no passado sábado.

wpid-cam04798.jpg

A abertura das festas estava marcada para as 22h em Belém,  que prometia um espectáculo de teatro e música acompanhado de Videomapping que fizesse jus às datas que se assinalam este ano.
Ora são 25 anos de Festas de Lisboa, 40 anos das independências das antigas colónias e comemora-se também este ano os 500 anos da construção da Torre de Belém.

wpid-cam04807.jpg

Pois bem, foi um espectáculo que não pode ser assistido pelas centenas de pessoas que se deslocaram aos jardins de Belém , atrevo-me mesmo a dizer que talvez só 1% dos que lá estiveram tiveram a oportunidade de ver. Isto porque o teatro foi interpretado no rio, junto á torre de Belém, impedido que quem tivesse nas segundas e terceiras filas – e já não falo dos de trás – visse o que quer que fosse, dado desnível, sem ser em bicos de pés ou através do telemóvel dos que se encontravam à frente

Continuar a ler

O fabuloso desejo de Natal

image

O espetáculo multimédia voltou às fachadas do do arco da Rua Augusta, desta vez com o “Fabuloso desejo de Natal”, e nem a estátua equestre do Rei D. José l escapou ao espetáculo.

image

Com a participação de Fernando Alvim que dá corpo ao “Desejo” banda sonora a cargo de Boss AC e Francisco Rebelo.

O Belelinho afirma que não está tão bom como o “circo de luz” apresentado o ano passado. Eu não os comparo, gostei quer do espectáculo visual, quer da mensagem que tentaram transmitir. Pelo que recomendo.
O espetáculo têm a duração de cerca de 15 minutos, e ainda é possível assistir ao espectáculo que termina amanhã. O mesmo tem secções às 19h, 20h, 21h.
Arranjem uma horinha ao fim do dia e passem por lá. Aproveitem também para visitar o pequeno Mercado de Natal, antes ou depois do espectáculo , têm também uma pista de patinagem “no gelo”, um carrocel e um combóio de Natal para os mais pequenos, e julgo que o pai natal também anda por lá .

Retratos de fim de semana #6

Este fim de semana resolvemos fazer uma “pequena” viagem de mota, com paragem por vários sítios, sendo o ponto principal, e o grande motivo da iniciativa desta viagem, a passagem pelo cabo Espichel.

O plano inicial era cada um ir na sua mais que tudo de duas rodas e termos Setúbal como destino a meio do dia, para almoçarmos o famoso choco Frito.

 Mas como os planos acabam sempre por sofrer alterações acabamos por fazer a viagem juntos, na mesma mota, comigo ao guiador, e não fizemos passagem por Setúbal.

Começando a nossa Viagem…

Marcamos o primeiro ponto do dia na lagoa de albufeira, onde estendemos a toalha por uns minutos (talvez  1h ou 2h)
image

Seguimos dai, com as nossas toalhas arrumadas e seguimos em direcção ao Cabo Espichel.

Sem Mapa, sem GPS, seguindo apenas o instinto .

Ainda antes da chegada ao nosso destino, mas já próximos paramos para seguirmos as pegadas da Pedra da Mua

image

image

 Depois de um percurso de cerca de 1Km lá chegamos ao local  onde avistaríamos as pegadas.

Seguiu-se ai a procura de um cache que se encontrava nas proximidades.
image

E depois de um percurso de cerca de 2km, lá fomos nós , desta vez no veiculo até ao cabo Espichel
image
image

image

image

image

image
Saindo do cabo Espichel, e fazendo um breve desvio , para caminharmos mais um pouco, junto ao Farol .
image

No regresso, fizemos a paragem , programada, pelo castelo de Sesimbra.
image

image

image
image
Há noitinha e para terminarmos bem  o dia, fomos assistir  ao concerto dos Azeitonas em Corroios
image

Retratos de fim de semana #5

Este F.D.S. deslocámo-nos às maravilhos Aguás limpidas da Arrábida.

CAM03601[1]

Aproveitei para testar o meu lindo equipamento de Snorkel , oferecido nos anos, que me fez engolir uns pirolitos devido ao facto de eu não ter experiência na actividade e querer constantemente mergulhar em vez de ficar à tona da agua. Tirando o desconforto dos pirolitos e a falta de coordenação na respiração, adorei ver os peixinhos de perto e a forma como incaravam aquele ser estranho que radiantemente olhava para eles.

CAM03574[1]

CAM03592[1]

Tive também direito a um spa Low cost – cortesia do Belelinho.

image

 

 

Saída da praia,ainda com tempo para passar pela Gruta de Santa Margarida.

Um lugar que aparentemente se encontra ao abandono e que  passa despercebido a tantos que por este lados passam.

image

 

 

No Regresso , houve paragem por azeitão, de forma a reabastecer calorias com as maravilhosas tortas de azeitão

image

 

wpid-cam03630.jpg

Retratos de fim de semana #3

Em modo atrasado, faço o retrato do passado fim de semana, onde o belelinho me levou para fora da cidade.

O tempo não tenha querido colaborar connosco, arruinado a nossa passagem pela serra da estrela a fim de conhecermos a praia mais alta de Portugal, a praia do Rossim – apesar do nevoeiro e temperaturas baixas ainda molhados os pezinhos, estando uma temperatura agradável dentro de água.

Mas o ânimo foi recuperado por terras de Monsanto, já com o sol a querer participar no fim de semana, permitindo uns mergulhos na fonte do pego – em Penha Garcia – uma beleza da natureza escondida por montanhas.

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Retratos de férias_ #3 Cruzeiro ambiental

Aproveitamos a passagem por miranda do douro para fazer um cruzeiro pelo maravilhoso leito do rio douro que separa Portugal de Espanha, com uma paisagem maravilhosa porporcionada pela beleza do rio que se desloca pelo meio de arribas.

image

image

O cruzeiro têm a duração de 1 hora, com percurso de ida e volta. Na ida permanecemos no espaço interior, onde nos é transmitida a parte didactica deste cruzeiro, e na volta é nos permitido ir no espaço exterior para melhor aproveitarmos a vista .
image

A chuva ainda ameaçou, mas lá conseguimos que se fizessem uns raios de sol .
E com o tempo a melhorar, conseguimos desembarcar, com direito a uma prova de mel.

 

image

Nas arribas é possivel ver o nº 2, criado pela natureza, diz a lenda que quem não o consegue ver ficará solteiro, e no caso de ser casado anda a ser enganado.
conseguem ver?
image

Á chegada tivemos uma prova de vinho do Porto , branco e tinto – ambos muito bons.

 

image

Foi nos depois solicitado que nos assentassemos no muro junto à piscina, para podermos assistir a um espetaculo de aves de rapina. No qual consegui participar como voluntaria a suportar no meu braço uma maravilhosa coruja das torres.

Infelizmente a maquina ficou sem bateria nesse momento, e o belinho só conseguiu captar esse momento com o telemóvel. Mas foi uma experiencia magnifica.

image

Tenho uma unica critica em relação a este cruzeiro maravilhoso. A maioria dos participantes que nos acompanhou eram espanhois, – na realidade eu e o Belelinho eramos os unicos portugueses – E devido a esse facto, praticamente toda a explicação paisagistica e ambiental foi feita em espanhol.

 

Localização: Estação Biológica Internacional de Miranda

Preço por pessoa: 16,00 Eur (desconto 10%cartão jovem) Atenção que não têm multibanco
Partidas regulares: Todos os dias às 16h00. Em Agosto: todos os dias às 11h00 e 16h00

Site com mais informações : http://www.douronet.pt/default.asp?id=117&mnu=117

Retratos de férias – #2 Zamora

Estando tão perto de Espanha, aproveitámos para dar um saltinho pela terra de nossos hermanos, em Zamora.
image


Onde temos uma maravilhosa paisagem criada com a ajuda do belo rio douro .

image

Na zona histórica não se via ninguém para além de um ou outro casal, com aparência de turista. Sendo que a nossa visita foi feita depois de almoço.
Parecia que estávamos numa cidade fantasma, monumentos fechados assim como lojas,  com indicação de reabertura a partir das 16h.
Pois é, nossos hermanos são muito adeptos da soneca pós almoço.
E já faltava pouco para as 16h quando começamos a ouvir barulho e ver pessoas nas ruas, em poucos minutos as ruas vazias encheram se de gente.

image

image

image

image