E ao Fim de muitos anos…

Isto merece mesmo ser registado e partilhado …. 😀


Comecei a praticar Kickboxing muito antes de começar a namorar com o Belelinho , aliás, muito antes de o conhecer.

Desde que iniciamos a nossa relação sempre o tentei convencer a vir fazer um treino comigo. Porem a única coisa que conseguia era que ele me levasse ao treino só a ver me a levar porrada – o que já não era mau.

E eis que ao fim de estes anos todos de namoro, o consigo convencer a vir fazer um treino comigo. E não é que o Rapaz se safou muito bem?! Nada mal mesmo para um primeiro treino – Aquelas horas todas perdidas a assistir aos meus treinos valeram bem a pena.

E será que ele agora me continuara a acompanhar-me nos treinos???

Espero bem que sim!!

wpid-1428529768605.jpg

Anúncios

A caminho do Ringue – semana #2

Segunda feira
Dia de pesagem
60,7 km

E isto não quer descer daqui. E eu que me tenho contido, embora só me apeteca comer porcarias

Treinos

Terça depois de 10h de trabalho e com um cansaço acumulado que me baixou as forças a todos os níveis – físicos e psicológicos.  Arrastei me para o treino,  para fazer um treino miserável, que me deixou ainda mais em baixo. Foi um dia em que teria sido mais produtivo ir directamente para casa.

O cansaço, desânimo e falta de forças fez com faltasse ao resto dos treinos da semana.
E só no sábado, já com forças e algum descanso, fui ao treino.

Depois do aquecimento, de luvas postas, colocamos os coletes e fomos para dentro do ringue.
E foi no segundo Round que o meu joelho sofreu no encontro com o Joelho da minha colega de treino . E como se o joelho só não chegasse, também a minha coxa de tanto low kick apanhar, se sentiu massacrada.

Resultado… Ganhei um novo amigo que por sua vez ganhou permanência num cantinho do frigorífico.
image

E mesmo tendo apanhado um grande “excerto” de porrada no sábado , consegui apagar o treino desastroso de terça.

ROUND 1 – Eu Vs Balança

 

Nunca fui adepta de dietas, talvez porque nunca me importei muito com o meu peso.

O meu problema com a balança começou na semana a seguir ao meu mestre me propor subir ao Ringue.

A pesagem lá em casa, por norma, é feita sempre em jejum, sendo o momento em que o corpo reune as mesmas condiçoes dos outros dias,  e tenho assim resultados mais realistas. O problema é que desconfio que a Balança lá  de casa é um pouco simpática ,e tem por habito marcar uns kgs a menos,  pelo que me decidi em deslocar-me a uma farmácia para ter a confirmação do peso. E eish que aparece o nº 61. 45kg

image

Cerca de 2kg a mais que me faz combater numa categoria de 65kg.

E o problema na categoria de pesos, não é só o de combater com uma possivel pessoa com mais 4kg do que eu, mas também a grande probabilidade, de uma adversaria com 65 kg ser mais alta que eu.

Então o objectivo é baixar dos 60kg, e tentar chegar aos 57kg, para poder ter uma margem de peso.

Informei logo em casa, que teria de evitar certas coisas.

E é neste momento em que penso em evitar, ao maximo, certo tipo de comidas , que o “fruto” proibido se torna o mais apetecido, e eish que de repente, só me apetece hamburgueres, Pizzas, gelados, crepes e Afins. Mas tento manter forte. E eish que, a Srª Minha mãe não me levando a sério, resolve fazer nessa mesma semana todo o tipo de comidas, doces e bolos. 

image

 Para ajudar ainda mais a desviar-me do “caminho correcto”veio a semana de férias ao Norte do pais, sem treino e com muita comida, claro está que o resultado não podia ser muito bom.

 

No Sábado seguinte às férias , e aproveitando a avaliação corporal gratuita, no 1º Aniversário Correr Lisboa /Treino Solidário , verifiquei os estragos das férias com os seguintes resultados.

image

Com um peso ligeiramente acima do que tinha antes das férias e com alguma gordura corporal a mais. porquê é que as francesinhas crepes, croissant e outros dos género são tão deliciosos?!?

Próximos dias que se seguiram foram, assim como os que se seguem serão, de algum contenção com a comida.

Não usando a palavra dieta – porque essa, se um dia a decidir fazer, será depois de uma consulta num nutricionista – mas sim a de contenção, sem grandes privações de alimentos, vou apenas tentar conter-me a comer certas coisas, e menores quantidades. Claro que o mais importante de tudo será o exercício, que terá de ser aumentado para queimar aquilo que eu não quero deixar de comer.

Vamos ver no que dá.

Vamos subir ao ringue?

À cerca de uma semana o meu mestre lançou me o pânico de me querer em um Combate para o final de Maio, inicio de Junho.

 

Embora já faça Kickboxing à cerca de 4 anos não sou do género  de atleta que nasceu para subir ao ringue.
Apesar de já ter feito dois combates, tendo o ultimo sido à mais de 2 anos, sempre tive alguma falta de confiança, e, tenho perfeita noção que para alem de alguma falta de “jogo”, há também uma falta de maldade da minha parte( que é essencial neste tipo de desporto).377865_117355891715014_228115462_n

Depois de já ter recusado algumas vezes voltar a combater , resolvi dizer sim desta vez (sem pensar muito no assunto), e afinal fica sempre um bichinho de voltar a subir ao ringue.

Tenho cerca de dois meses de preparação pela frente, para aumentar resistência (com cardio), força e técnica.
E prometo aplicar – me, só espero que o corpo aguente…

Para além de treino existe o problema da balança, mas isso é assunto para outro post.
 

De volta às nódoas negras :D

Depois de dois meses sem colocar as ligaduras e calçar as luvas voltei de novo aos treinos.


image

Neste tempo o corpo perdeu o pouco ritmo que já tinha, a nível de movimento foram feitas apenas algumas miséras corridas, alguns minutos de natação e pouco mais.

E bem que já tinha saudades do aquecimento do kick. Ontem depois de cerca de 10min a saltar à corda seguiram se Rounds de 3mint de agachamentos, um género de burpee com barra , diretos com pesos, e  elevação de barra em posição de descanso.
Tudo coisas fáceis… Porém não tardou muito para os meus braços começarem a ceder, isto só com o aquecimento.

Hoje, um dia depois do treino, voltei a sentir músculos que à muito não sentia. O que me leva a prometer tentar não parar novamente por um período tão grande.

On and on

image

Esta semana não houve dias de folga no trabalho, pelo que resolvi fazer o mesmo com os treinos, onde consigo descarregar as energias negativas e ganhar novas energias. Namorado já diz que passo mais tempo a treinar do que com ele =/ (é o que dá chamares me constamente de gorda e rabujenta)

Abri a semana de treinos na segunda com treino de kick.
Terça feira de novo ao treino de kick com direito a “fruta”  onde sai com as costelas massacradas,  tendo ainda feito uma corrida em baixa velocidade de 3km.
Quarta feira, foi dia de treino soft onde regressei à piscina – já fazia uns mesinhos que não dava umas braçadas  – tendo feito acompanhamento a um amigo obriguei me a  puxar por mim para puder puxar por ele.
Quinta regresso ao treino de kick onde o meu joelho se encontrou com outro, tendo o meu ficado um pouco “tocado”  pensei já não conseguir fazer a corrida que tinha programado para a sexta feira.

Sexta ao acordar sentindo o joelho já um pouco melhor arrisquei a corrida, e foram 5km para terminar a semana de treinos e carregar energia para mais 2dias de trabalho.

Recomeço de época

image

Chegamos a setembro e recomeça a época de kick.. E como diria o meu mestre recomeça a época da fruta.

Mesmo mestre local diferente.

Começamos lentamente, não tendo sido difícil para mim que felizmente só parei uma semana.  Por enquanto, contam se apenas uma nódoas negras na tíbia por ter deixado as (amigas) proteções em casa. 

Treino bom que ao juntar ao beijo do namorado faz o terminar perfeito de um dia de trabalho esgotante.

Continua…  =p