Momento Nostalgico

E para começar bem o fim de semana, cá vai um momento nostálgico anos 90.
Quem não se lembra?!

A lembrança que eu tenho de na minha tenra idade dançar desalmadamente ao som de muitas destas musicas. Era com cada show lá em casa!! Felizmente – acho – que as cassetes que registaram esses momentos já se encontram destruídas.

 

 

Bom fim de semana!!

Retratos de fim de semana #1

image

A aldeia, a terra onde os meus pais nasceram e viveram grande parte da sua vida, local que muitas vezes ignorei.
Com o passar do tempo aprendi a dar lhe o seu valor. 
Torna – se por vezes o refúgio ao trânsito, confusão e multidões da cidade. Respira-se um ar mais fresco por estes lados . 
As flores que aparecem nas árvores e que em breve darão fruto, o lume da lareira,  os grelhados…. A simplicidade das pequenas coisas que as vezes sinto saudades.

image

O pão que aqui se come em casa é feito em forno de lenha.  Feito por quem o come.

Petisco para o jantar

image

Ora aqui está um petisco,  que ganha ainda mais encanto com um pãozinho quente acabado de sair do forno.

Um petisco que me leva à nostalgia..  Lembrar que à já uns bons anos atrás, tendo eu metade da altura que tenho hoje,  aproveitava a visita à casa dos avós para fazer este petisco… Era espetar a chouriça no garfo, aproveitando para a assar no mesmo lume que me aquecia. 

O dia a que chamam natal

O natal, aquele dia igual a todos os outros, onde os efeitos e as luzes alusivas a época o identificam.
Dia de descanso para a maior parte da população, dia de trabalho para os menos sortudos (aqui de pouco adianta termo-nos portado bem ou não) .

Não é que desgoste totalmente do natal, simplesmente não vou à bola com ele.
Aprecio, e até gosto de ver as iluminações espalhadas pelas cidades. O conceito do dia, de juntar toda a família que durante o ano muito raramente se junta. Ver o desespero dos mais novos pelo chegar da meia noite ser trocado pela alegria e excitação da abertura das prendas. A mesa colocada na véspera e que perdura até ao dia seguinte, sempre cheia de bolos, doces e coisas boas.
É esta a lembrança que eu tenho do natal, uma lembrança longínqua, trocada por um natal a três.