Sair da zona de conforto 

Por vezes precisamos que alguém nos diga “Arrisca, pode dar mer** mas vai em frente”

Sem ninguém por perto que me diga isso, resta me encher o peito de ar e assumir essa responsabilidade. Sair da minha zona de conforto e ir à procura. À procura de algo melhor,  ou quem sabe até pior, mas algo diferente. Saber que tentei, em vez de me contentar e continuar a lamentar.