#aquele momento 

Aquele momento em que piso a primeira – de muitas – poças num trail e que penso seriamente em deixar de lavar os ténis. 

Sério… Estavam limpinhos. Tem sido uma lavagem por cada prova. 😥 ao menos que desse para fazer duas sem precisar de lavagem. 

Anúncios

Trail Ourém 

O termo ultramaratona serve para identificar corridas a pé que tenham uma distância superior a 42.195 metros, que é a distância oficial da maratona.

Fonte : Wikipédia 

Fui desafiada no início do ano a participar no trail de Ourém. Na minha ingenuidade,  pensei que o convite seria para o trail médio de 21km, mas a minha amiga disse que à partida ia ao trail longo 42km. De forma pouco ponderada perdi a hesitação e disse, “Bora lá, vamos as duas”. Li o regulamento e vi que tinha 9horas para completar a distância.  Achei que seria atingível, mesmo fazendo a maior parte do percurso a andar (coisa que aconteceu com frequência nos trails, comigo ) à partida acabava dentro do tempo. 

Fui me mentalizado.  Questionando me por vezes se conseguiria.  Ouvindo ralhar por parte do rapaz,  que seria imprudente, que devia ir ao médico e bla bla bla. Apesar dos sermões, foi ele quem mais acreditou e quem mais me apoiou, acordou  super cedo a um domingo para me levar até à partida, e por mim esperar umas duras 7h40… Sim foi esse o tempo que demorei a completar não os 42km, mas os 44km do percurso. Um percurso onde os primeiros 20km pareceram fáceis até darmos com uma subida interminável com cerca de 5km, após os quais  desci,  mas por pouco tempo, ainda sem ter recuperado daquela subida já  estava novamente a subir, e essa foi para mim a parte mais difícil, física e psicológicamente. As pedras pareciam aumentar no decorrer do percurso e a descida que se seguiu não facilitou, e não me permitiu – por medo – recuperar o tempo perdido na subida. Entre corrida e caminhada lá cheguei ao fim, sem precisar de atalhar caminho como alguns, mas isso são outros quinhentos. 

Fui desafiada, desafiei me, cumpri e  Consegui!! Fiz 44km e sobrevivi para contar. 

 Contar e repetir!! 😁

Alenquer Xmas Trail – 22km

Domingo, a segunda dose do fim de semana servida com 22km em Alenquer.

Não tão acessivel como o percurso Ericeira Trail Run , subidas mais acentuadas e em maior quantidade. O meu desespero começou logo nos primeiros 2km da prova ainda sem termos entrada nos trilhos, vindo eu a um ritmo abaixo de 6′ mas já sem ver ninguém atrás de mim (desmotiva qualquer um). Recuperamos na primeira subida, mas ao longo da prova as coisas não correram tão bem como suposto, mas o mais importate foi que não desistimos e chegamos ao fim para receber a nossa bela e merecida medalha.

wp-1482149259437.jpg

Ericeira Trail Run – 19Km

O Fim de Semana chegou no Sábado e as corridas também. Sendo as ultimas do ano a despedida tinha de ser em grande.

Sabádo de manhã cedinho, lá estava eu na Ericeira pronta para inicar a maratona de dois dias.

wp-1482149612229.jpg

Foram 19Km pelas estradas e trilhos de Ericeira num Trail bastate acessivel, que pouco sofriemento me deu, fazendo com que eu concluisse o percurso mais cedo do que esperava.

wp-1482149431384.jpg

Trail GNR Mafra

image

No Domingo passado passado fomos 3 a rumar a Mafra para Participar no GNR Trail – Famílias contra a violência.

Um Evento de carácter solidário onde é solicitado aos participantes a entrega de bens .

Como me armei em forte, fomos – eu e o Belelinho – fazer o Trail de 17 km (supostamente seriam 17km), achei os 6kmda caminhada muito pouco, e afinal de contas já tinhamos ambos feito dois treinos de 17km e uma prova de 21km , embora esses kms de treino e de prova não devam ser comparados com os mesmos km em trilho… mas arriscamos.

9H30 e  lá fomos nós, com alguns engarrafamentos nas zonas mais complicadas, muitas mas mesmo muitas subidas e até tivemos direito a molhar os ténis num pequeno riacho.

O medo de fazer o resto dos km que faltavam – se não me engano estávamos nos 10km –  com os pés alagados rapidamente passou, quando vi a agua a desaparecer rapidamente dos ténis.

Aos 12 Km, apanhamos uma subida, e que subida, em cada curva que via pensava que a subida estava prestes a acabar, mas continuávamos a subir, foram diversas as vezes em que isso  aconteceu. Devem ter sido cerca de 2Km sempre a subir. Durante cerca de 24min sempre a subir, e mesmo tendo sido a  custaram imenso, fizeram sentir dores em sítios que nunca antes havia sentido.

E ao fim dos 17km a meta ainda não estava à vista. Fizemos mais de 1km ( e foi o km mais rápido diga-se de passagem), passando por dentro do convento de Mafra até a avistarmos.

image

 Subidas…Geralmente com muito trafego .

image

O Riacho onde ensopei os tenis

Fonte: Facebook\GNRtrail

No final ganhei uma meias novas.

Um misto de bronze com poeira.

image

É de mencionar, reconhecer e dar os Parabéns à boa organização da prova.

E esperamos pela próxima ( Sim amor 😀 os 17km para a próxima já não vão custar tanto)

Just Girl Go Trail By Correr na cidade

Já não é a primeira vez que falo nos treinos Just Girls organizados pela crew Correr na cidade, não sendo também a primeira vez em que participo.

Desta vez, este treino exclusivo para meninas levou nos por novos caminhos, os caminhos dos trilho.

Apesar de um “ligeiro atraso” , cá vai o meu report sobre este treino realizado no dia 12 de Julho.


O encontro estava marcado no Complexo Desportivo do Jamor.

Depois dos alongamentos e as habituais Fotos da praxe lá partimos nós, divididas em 3 distancias, caminhada, corrida curta e corrida longa.

Desta vez arrisquei me na corrida mais longa. Todas demos uma volta inicial, cerca de 2km ao Complexo Desportivo do Jamor do jamor , como aquecimento, a partir dai entramos na mata do Jamor ( que eu desconhecia por completo) e o calor que se fazia sentir desapareceu por momentos.

wpid-cam03034.jpg

 

image

O percurso mais longo, com cerca de 8.65 km percorridos foi feito em 1h26m, com varias paragens pelo meio para reagrupar e beber agua , e numa excepção à regra fomos acompanhas por um elemento masculino representante da crew Correr na cidade , Nuno Malcata, que nos indicou o caminho e nos foi motivando ao longo do percurso.

image

Foi mais um excelente treino organizado pela crew Correr na cidade, que desta vez nos levou por caminhos diferentes e com vontade de voltar aos trilhos.

E como já é habito neste treinos todas as participantes foram presenteadas com um saquinho com mimos.

Foto: Facebook correr na cidade

Lisboa Eco- Marathon 2014

Uma prova ecológica com o objectivo de angariação de fundos para instituições de solidariedade social e a divulgação dos espaços verdes da Cidade de Lisboa.

Já nos tínhamos inscrito há algum tempo, na prova do corredor verde, o desafio era duplo, a estreia em trilhos e também em distâncias para lá dos 10km. Mas era um desafio alcançável e ainda tínhamos algum tempo para nos preparar-mos e treinarmos para isso (coisa que na realidade não aconteceu).

 
Uma surpresa nesta prova – ainda antes do começo da mesma – foi a entrega dos dorsais e t-shirts em casa, por parte da nacex, um dos patrocinadores da prova.


 

 

A partida estava marcada para as 21h – ainda com sol embora tímido – no parque do calhau, mas era nos pedido que às 18h estivéssemos presentes para assistir ao brifing e à partida dos atletas da maratona.

CAM02951

Antes de iniciarmos a prova foi nos fornecidos dois suplementos.

Um pozinho e um gel que por mim foram consumidos durante a prova, sem que eu notasse grande efeito nos mesmos.

CAM02952

Esta foi a pior semana que eu poderia ter para enfrentar dois novos desafios – trilhos e distancias superiores a 10km- depois de uma maratona de 10 dias de trabalho, e já sem grande energia e vontade lá fui, tentando parecer motivada. As paragens foram muitas – principalmente nas subidas que até à andar me custavam imenso – para descontentamento do belelinho.

Para minha sorte, houve um erro de um elemento da organização que nos fez – a todos os participantes da prova dos 19 km – ter um atalho/desconto de 4km.

Cruzamos a meta ao fim de 15km e de 1:58:49.
Custou, muito, bastante, mas chegamos ao fim, onde tínhamos à nossa disposição, sandes, bolos, aguas e cerveja.

 

CAM02969

 

 

O cansaço que sentia nesse dia pouco me ajudou a desfrutar da prova em si, mas deu para eu sentir um gostinho por andar/correr em trilhos. Algo que espero repetir brevemente, mas com o corpo e a mente mais preparados para isso.